sábado, 28 de fevereiro de 2009

Amália Rodrigues




Mário Martins, um dos A&R da Valentim de Carvalho, leva à cantora algumas cassetes com canções de Carlos Paião, numa manobra desenhada para dar credibilidade ao compositor.

Amália escolheu 37 canções que foram retiradas das cassetes. Mário Martins anunciou à imprensa, no dia seguinte, que a fadista iria gravar algumas canções de Paião.

As gravações foram realizadas em 1981, ainda antes do compositor ter vencido o Festival RTP da Canção com o tema "Playback". Foram gravadas pelo menos três canções. Duas delas foram incluídas no maxi-single "O Senhor Extra-Terrestre" lançado no início de 2002.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Intervalo

Intervalo (LP, EMI, 1988)

A1. Só Porque Somos Latinos
A2. Caiu Redonda no Chão
A3. Muito Mais
A4. História Linda
A5. Intervalo

B1. Quando As Nuvens Chorarem
B2. Mar de Rosas
B3. Perfume
B4. Bailarina (Nunca Te Direi)
B5. De Mão Em Mão

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

As Canções de Carlos Paião


AS CANÇÕES DE CARLOS PAIÃO (EMI, 2006)

01. Trocas E Baldrocas - Cândida Branca Flor
02. A Canção Do Beijinho - Herman José
03. O Senhor Extraterrestre - Amália Rodrigues
04. Play-Back - Nonstop
05. Refilar Faz Mal À Vesícula, Mais O Diabo A Sete - Os Carrapatos
06. Quanto Mais Te Bato - Ana
07. Sol Maior - José Alberto Reis
08. Eles Foram Tão Longe - Lenita Gentil
09. A Gente Cresce, Cresce - Joel Branco
10. Tudo Acabou - Alexandra
11. Não Me Cantes Esse Fado - Nuno da Câmara Pereira
12. Eu Já Namoro - Pedro Couceiro
13. Ai Fadinho - José da Câmara
14. Ai Que Pena - Mísia
15. Estou Velho - Nuno da Câmara Pereira
16. Lá Longe Senhora - Dulce Guimarães
17. Fado Reguila - António Mourão
18. O Fado É Fixe - Vasco Rafael
19. Viver, viver (Chamar A Toda A Gente Meu Irmão) - Carlos Quintas
20. Bamos Lá, Cambada! - Herman José com Alexandra, Luís Represas, Dany Silva e Carlos Paião

FAIXA BÓNUS Cinderela - Carlos Paião

Em 2006 é editada uma compilação com alguns dos temas escritos para outros artistas e algumas versões dos seus temas.

resumo do disco: 14 colaborações; 4 versões (se considerarmos "Ai Fadinho" de José da Camara); 2 inéditos anteriormente gravados (Misia/José Alberto Reis) . Inclui também "Cinderela" que tinha sido a canção vencedora do concurso da RTP.

Informação constante do site da Rádio Renascença respeitante ao programa António Sala à conversa com João Gobern e Mário Martins sobre Carlos Paião:
Sábado, 25 de Novembro de 2006

Carlos Paião: Um programa para recordar um ícone dos anos 80 em Portugal!

25 anos depois de "Play-Back", António Sala convida o jornalista João Gobern e Mário Martins, que descobriu o músico, para recordar o enorme talento de um dos maiores ícones dos anos 80 em Portugal!

E de facto, nunca saberemos até onde poderia ter ido com o seu talento. Ele que soube, como ninguém, juntar às palavras a música. E, à música, a sua alegria de viver. “Play-Back”, “Pó de Arroz”, “Cinderela” são apenas alguns exemplos da sua criatividade.

Carlos Paião nasceu a 1 de Novembro de 1957 em Coimbra. Aos 5 anos começou a ter lições de acordeão e a partir daí a música nunca mais deixou de o acompanhar. Cresceu a tocar, a cantar e a compor.

A música acabou por se tornar o seu modo de vida, apesar de ter estudado para ser médico. A Medicina foi ficando sempre para trás. Em 1979, era ainda um desconhecido, tinha já guardados na gaveta cerca de 200 temas com possibilidades de vencer no mercado. O primeiro não demorou a ser editado. Chamava-se "Canção do Beijinho" e foi interpretado em 1980 por Herman José!

Romântico, bem-humorado, Carlos Paião só se tornou verdadeiramente popular com “Play-Back”, a canção que o levou ao Festival da Eurovisão em 1981. O single vendeu 80 mil exemplares e depressa se tornou nº1 do “Top” nacional.

Carlos Paião foi autor de muitos temas que outros celebrizaram. Eram dele a música “Bamos lá Cambada”, as canções de Tony Silva ou de Serafim Saudade! E não se limitou à canção. Eram da autoria de Carlos Paião muitos dos “gags” que Herman José celebrizou na TV. Para a Renascença escreveu muitas das "Bocas" do programa “Despertar”.

Em 1982 Amália gravou um maxi-single com dois temas de Paião: “O Senhor Extra-Terrestre” e “O Amigo Brasileiro”. Nicolau Breyner também cantou os seus poemas. Bem como Alexandra, Joel Branco, Dina, Trio Odemira, Carlos Quintas ou António Mourão.

Mas de todos, Cândida Branca Flor foi provavelmente a artista que mais cantou Carlos Paião.

Nos 25 anos de "Play-Back" a EMI decidiu lançar um CD com muitos desses artistas a interpretar essas músicas. Chama-se “As Canções de Carlos Paião”.

Paião morreu a 26 de Agosto de 1988, no dia seguinte ao incêndio do Chiado. Por incrível que pareça, das 500 canções que compôs ao longo da sua carreira, só 50 foram gravadas! E Carlos Paião morreu, ironicamente, um dia depois do grande incêndio ter destruído o arquivo histórico da EMI-Valentim de Carvalho que, como se sabe, foi a editora a que esteve sempre ligado.

Nos anos 80 não será de mais dizer que em Portugal toda a gente sabia cantar (ou pelo menos assobiar!), algum tema de Carlos Paião. É sem dúvida um ícone dessa década que merece a homenagem na Renascença.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Os Singles



Em 1993 foi lançada uma caixa com três álbuns de Carlos Paião. Um dos discos era uma compilação dedicada aos singles de Carlos Paião.



O disco contém 18 temas.


- Souvenir de Portugal
- Eu não sou poeta
- Ga-gago
- Play-back
- Pó de arroz
- Marcha do Pião das Nicas
- Telefonia nas ondas do mar
- Vinho do Porto (Vinho de Portugal)
- O foguete
- Discoteca
- Cinderela
- A razão
- Tenho um escudo à minha frente
- Versos de amor
- Lobo do mar
- Arco-Irís
- Cegonha
- Lá longe senhora

http://fonoteca.cm-lisboa.pt/cgi-bin/info3.pl?4565&CD&0

Lançamentos em formato single:


"Souvenir" de Portugal / Eu Não Sou Poeta (Single, EMI, 1981) EMI 11C 006-40545 F
Play-Back (Single, EMI, 1981) EMI 11C 006-40547 F
Playback / Playback (versão inglesa) (Single, EMI, 1981) 1 VCS 1000
Pó de Arroz / Ga-Gago (Single, EMI, 1981) EMI 11C 008-40571
Marcha do "Pião-das-Nicas" /Telefonia (Nas Ondas do Ar) (Single, EMI, 1982) EMI 11C-008-40598
Meia Dúzia / Zero a Zero (Single, EMI, 1982)/ EMI 11C 008-40601
Vinho do Porto, Vinho de Portugal / Inst. (Single, EMI, 1983) [com Cândida Branca-Flôr] 1VCS 1040
O Foguete / Inst. (Single, 1983) [com António Sala e Luís Arriaga] EMI 1775027
Discoteca / Tenho Um Escudo À Minha Frente (Single, EMI, 1984) [com elementos do Coro Club TAP] EMI 1775187
Cinderela / A Razão (Single, EMI, 1984) EMI 1775387
Versos de Amor / Os Namorados (Single, EMI, 1985) EMI 2006567
Arco Íris / Lobo do Mar (Single, EMI, 1985) EMI 1775747
Cegonha / Lá Longe Senhora (Single, EMI, 986) EMI 1776097
Quando as Nuvens Chorarem / Perfume (Single, EMI, 1988) EMI 1776677
Só Porque Somos Latinos (Single, EMI, 1988) ?
Mar de Rosas (Single, EMI, 1988) ?