sexta-feira, 28 de maio de 2010

Florência

A cantora portuense gravou duas canções da autoria de Carlos Paião.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Canção do Beijinho


http://www.letras.terra.com/herman-jose/1053167/

Ai rapariga, rapariga, rapariga
Que só dizes disparates, disparates, disparates
É tanta asneira, tanta asneira, tanta asneira
Que p'ra tirar tanta asneira não chegam cem alicates.

Mas tu não sabes, tu não sabes, tu não sabes
Que isso de dar um beijinho já é um costume antigo
Ai quem te disse, quem te disse, quem te disse
Que lá por dares um beijinho tinhas de casar comigo.

Oh chega cá...
Não vou.
Tu és tão linda...
Pois sou.
Dá-me um beijinho...
Não dou.

Interesseira, convencida, ignorante,
Foragida, sua burra,
És a miúda mais palerma, cameloide que eu já vi,
Mas por que raio é que tu queres
Os beijinhos só p'ra ti?

Ora dá cá um e a seguir dá outro,
Depois dá mais um que só dois é pouco
Ai eu gosto tanto e é tão docinho
E no entretanto dá mais um beijinho (bis)

Ai rapariga, rapariga, rapariga,
Dás-me cabo do miolo, p'ra te levar com cantigas.
Ai mas que coisa, mas que coisa, mas que coisa,
Diz lá por que não és como as outras raparigas.

Quando eu pergunto se elas me dão um beijinho,
Dão-me tantos, tantos, tantos, que parecem não ter fim
E tu agora estás com tanta esquisitice
Que qualquer dia já queres e não sabes mais de mim.

Dás ou não dás?
Não e não.
Então dou eu...
Oh! isso não.
Dá-me um beijinho...
Não dou não.

Não dás porquê, sua esganada, egoísta,
Malcriada, sua parva,
Só se pensas que eu acaso tenho
a barba mal cortada
E vê lá se tens receio que a boca fique arranhada

Ora dá cá um e a seguir dá outro,
Depois dá mais um que só dois é pouco
Ai eu gosto tanto e é tão docinho
E no entretanto dá mais um beijinho (bis)

Então dá lá...
Já disse.
Eu faço força...
Que parvoíce.
Dá-me um beijinho...
Oh que chatice.

Analfabruta, pestilenta, hipocondríaca,
Avarenta, bexigosa,
Vou comprar um dicionário
Que só tenha nomes feios
Para eu te chamar todos
Até teres o ouvido cheio.

Ora dá cá um e a seguir dá outro,
Depois dá mais um que só dois é pouco
Ai eu gosto tanto e é tão docinho
E no entretanto dá mais um beijinho (bis)

http://rateyourmusic.com/release/single/herman_jose/cancao_do_beijinho/

O tema foi incluído no álbum "Canção do Beijinho" e que Herman José também designa por "Surpresa". O single foi um grande sucesso.

sábado, 8 de maio de 2010

Escabeche

Após o abandono de Sérgio de Azevedo do teatro ABC, o mesmo passaria a ser explorado até ao seu fecho nos finais dos anos 90 , pelo então empresário Carlos Santos. "Escabeche" seria entao a sua primeira produçao naquele teatro.

Texto: César de Oliveira, Rogério Bracinha e Francisco Nicholson

Música: Carlos Paião, Casal Ribeiro e Mike Sargeant

Direcção e Encenação: César De Oliveira

Director De Companhia: Eugénio Salvador

Coreografia: Eliane Cleo

Direcção de Montagem e Figurinos: Mário Alberto

Maquetes: Hernâni Lopes, Rui Mesquita, Margarida Varejão

Execução Cenográfica: Velez Lima, Jorge Azevedo, Joaquim Ramalho e João Caiado

Elenco

Eugénio Salvador, Florbela Queiroz, Manuela Maria

Artista Convidado: Octávio Matos

Spina, Odete Antunes, Norberto de Sousa, Lina Morgado, Nina Flores, Nuno Emanuel, Alexandra, Isabel Amaro, Fernando Mendes e Fernanda Fonseca.

Pela primeira vez no teatro e como atracção do fado: Marina Rosa.
Estreia: 18/06/1981
Marina Rosa cantou o fado "Esteriótipado".
Imagem, texto e informações retirados de http://www.fotolog.com/parquemayer1/47691616